Mensagens

A mostrar mensagens de 2008

memórias de um castanheiro

Imagem
:
Há muitos anos plantado no meio do pomar, eis que o castanheiro vê próximo o seu fim. Está velho, já curvado ao peso dos anos, tantos, prestando à humanidade os mais relevantes serviços.

Enquanto, atarefados, os serradores o vão cortando, ele começa a recordar todos os trabalhos por que passou, todas as dificuldades que encontrou durante a vida. No Inverno, o vento o forçara várias vezes, obrigando-o a inclinar-se sob a sua poderosa acção; a chuva, caindo impiedosamente, escorrera pelos seus braços até cair no chão, alagando o terreno e tornando mais sensível a sua raiz. No Verão, vergado ao peso dos seus frutos, queimado pelo sol ardente, quantas vezes clamara por alguma gota de água!
Mas, por entre tais recordações, também se lembrava das alegrias que o haviam animado: quanta felicidade sentira ao ver-se florido e verdejante na Primavera, livre estalajadeiro dos romeiros e trabalhadores nas tardes escaldantes de Verão, merenda apreciada nos magustos do Estio!

Estava velho! Ao longo …

volto já

Imagem
:
Devagarinho, a luz estende seus braços ao longe, até onde os olhos, ainda meio adormecidos, conseguem enxergar. É de sonhos que despertam as árvores, as flores, as aves! É de viagens por mundos impossíveis que arribam as maravilhas desta realidade, tão improvável como certa, tão imprevisível como esperada, acessível como a utopia, desafio, jogo de contingências, porém, promessa de imortalidades!

Não sei! Não desejo mais que perguntar, que alimentar de dúvidas mais este esforço pela esperança - afinal, a luz voltou, por quanto tempo? Não deixo de estar onde me deixei, donde me expus à maré, para ficar, ou partir, ou regressar! As aves, essas vão e vêm até que os ventos as deixem ficar, ou partir, ou regressar! As flores, essas abrem, ou fecham, ficam ou transcendem-se, até não voltarem! As árvores, essas, morrem de pé, depois de muito persistirem, vestidas ou despidas pelas estações!

Vou ficar - afinal, tenho mais uma oportunidade!

dia-a-dia

Imagem
os dias são sempre depois dos dias
e, entre eles, as noites, os sonhos, o acordar? e a esperança? e o acreditar que amanhã também vai ser dia?


e a vida
que não pare em qualquer beco
sem saída?

a vida os dias
as noites
os sonhos... ... os dias, cada dia, ao acordar!


inclinado en la tarde

Imagem
Inclinado nas tardes lanço as minhas tristes redes aos teus olhos oceânicos. Ali se estira e arde na mais alta fogueira a minha solidão que esbraceja como um náufrago.
Faço rubros sinais sobre os teus olhos ausentes que ondeiam como o mar à beira de um farol. Somente guardas trevas, fêmea distante e minha, do teu olhar emerge às vezes o litoral do espanto.
Inclinado nas tardes deito as minhas tristes redes a esse mar que sacode os teus olhos oceânicos. Os pássaros noturnos debicam as primeiras estrelas que cintilam como a minha alma quando te amo.
Galopa a noite na sua égua sombria derramando espigas azuis sobre o campo. PabloNerudaTradSemIdfotofireMarcelPollner, em un-dress

das árvores

Imagem
Não resisti a publicar esta foto (fotos de ana luar), e o texto que, fala por si:
"AO VIANDANTE TU QUE PASSAS E ERGUES PARA MIM O TEU BRAÇO ANTES QUE ME FAÇAS MAL, OLHA-ME BEM. EU SOU O CALOR DO TEU LAR NAS NOITES FRIAS DE INVERNO EU SOU A SOMBRA AMIGA QUE TU ENCONTRAS QUANDO CAMINHAS SOB O SOL DE AGOSTO E OS OS MEUS FRUTOS SÃO A FRESCURA APETITOSA QUE TE SACIA A SEDE NOS CAMINHOS. EU SOU A TRAVE AMIGA DA TUA CASA, A TÁBUA DA TUA MESA, A CAMA EM QUE DESCANSAS E O LENHO DO TEU BARCO. EU SOU O CABO DA TUA ENXADA , A PORTA DA TUA MORADA, A MADEIRA DO TEU BERÇO E DO TEU PRÓPRIO CAIXÃO EU SOU O PÃO DA BONDADE E A FLOR DA BELEZA TU QUE PASSAS, OLHA-ME BEM E NÃO ME FAÇAS MAL"

Ventos e marés

Imagem
... e recomeçar! De cada vez com ainda mais afinco, persistência, paciência também, que isto de "andar à bolina" não é para qualquer um!

Os ventos sopram a seu belo prazer - se é que também eles se movem por esses caminhos! - mas as velas, se inteiras e sabiamente manipuladas, hão-de levar-nos a destinos seguros!

As noites, longas e sombrias, hão-de por certo aportar em dias novos, sorridentes, grávidos de esperança, renovados!

A vida, a cada suspiro, há-de trazer consigo outras forças, outros ventos, mais marés, outras descobertas!

E o futuro, em cada momento, feito hoje!
Foto de Gui Oliveira



“… à procura, procura do vento. Porque a minha vontade tem o tamanho de uma lei da terra. Porque a minha força determina a passagem do tempo. Eu quero. Eu sou capaz de lançar um grito para dentro de mim, que arranca árvores pelas raízes, que explode veias em todos os corpos, que trespassa o mundo. Eu sou capaz de correr através desse grito, à sua velocidade, contra tudo o que se lança p…

de mim para mim

Imagem
Pensava já perceber alguma coisa àcerca da natureza humana, do amor, da paz e da guerra, da política, do devir... quanta presunção!

Estava enganado, convencido, iludido ou, antes, distraído?...

Estava? Estou!

Estou por aqui à procura do que vem de dentro de mim há tanto tempo, ainda, sempre, e distraio-me tanto, cada vez mais!

Pensava já perceber alguma coisa àcerca de mim... será que estou mesmo distraído?!

Foto: "A Torre", Gui Oliveira

escrever

Imagem
"Escrever um poema é como se fosse uma noite de amor, escrever um conto é um namoro, mas escrever um romance é um casamento".
Amos Oz, escritor israelita, citado in JORNAL A DIAS
Foto de Ju Oliveira

frases...

Imagem
"As qualidades do espírito produzem invejosos; as do coração, amigos"

Genlis, Félicité
Foto de Gui Oliveira