24 de janeiro de 2010

Amanhecer pelo fim da tarde, ou... Capítulo 2

Capítulo 2

...

não tarda a noite

já crescem as sombras - é "tarde"!



e os dias agora passam tão depressa!

[volto já, assim o espero...]

Foto do Hugo

4 comentários:

Hugo Carmo disse...

... as sombras que envolvem uma "casa" minha :)

e do "tarde" se faz cedo, quando um sopro de belas memórias doutras horas nos chegam, o alento regressa, para um pouco mais deste dia.

E nesta hora é bom chegar a "casa"...

quicas disse...

"mea culpa"... já corrigi o imperdoável lapso: é teu esse olhar sobra as sombras!

... e que bom podermos partilhar "casas" de tão doces "alentos".

bj

~pi disse...

curioso:

em casa

nada estranho desta janela

desta sombra desta s

casa s,





abraÇo-duplo





~

Ricardo Calmon disse...

Verdadeiro sopros de poesia em vida forma!Poeta,overture em noite essa voce abriu!

VIVA A VIDA!

ABRAÇOS!