13 de março de 2010

as vidas dos outros


... as vidas dos outros:
        são tão simples para mim?!...


9 comentários:

valvesta disse...

Querido, tu sabes quanto te respeito e o quanto te admiro, mas eu preciso dizer-te... só tem cicatrizes de guerra quem esteve lá. as realidades são diversas, a dor doi em qualquer lugar...
amo vc de qualquer forma, mas as vezes vc fica impossivel. xero na testa.

ღPat.ღ disse...

ehhehe...
Desculpe mais eu ri com o vídeo meu amigo quicas.
Já estive dos dois lados.
Cada um sabe a dor que trás no peito.
Um beijo com muito carinho para si e um fim de semana lindo.

Pérola disse...

É a visão que temos as vezes né meu amigo.
Porém todavia cada um sabe o sofrimento q carrega,se isso fosse realmente considerado provavelmente ñ haveriam tantas desavenças ou julgamentos precipitados.
Amei a sua postagem,boa reflexão.
beijos grande.

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do blog Amo Sim. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é um abuso da minha parte te mandar essa propagando control c control v, mas sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas no blog do Anderson Fabiano, ela inclusive é seguidor do meu blog, claro que ele faz isso mais por gentileza do que pela qualidade do meu texto, mas estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs


Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Helena disse...

Nosso Caetano Veloso já dizia... "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é..."
Uma postagem divertida, mas também, muito reflexiva...
Sempre bom estar por aqui, caro amigo!
Adorei a imagem de abertura do post!
Grande abraço!

Delirius disse...

Bom dia Quicas, bom domingo!!!

Ui... tou a ver os comentários e ainda não vi o video, 'tou com a navegação lenta e volto mais logo só para vê-lo (estou curiosa, né?!...)

Agora, aquele poema encontrei-o no blog de um amigo, pedi-lho e peguei nele mesmo antes de me dizer que sim... rssss, é amigo, acho que não se zanga por não ter-lhe dado tempo para me responder, mas se se zangar dou-lhe um beijo e um abraço e "prontus", fazemos as pazes.
Como eu dizia, e tu que já me conheces um pouquito sabes que é verdade, é a minha cara, aquela forma de expressão, sentir forte e verdadeiro e directo, assim como: um alvo, uma flecha, um arco, a pontaria, acertou e... hipnotizou. É assim a paixão, e eu tenho a paixão das palavras!

Até logo amigo, obrigada pelo teu carinho.

[ rod ] ® disse...

Obrigado meu caro pelas palavras e pela presença. A vida dos outros, putz... é tão dos outros que nem nos cabe.r.s.s

Abs!

Graça Pereira disse...

POis é! A vida dos outros, nós resolvemos... é tão fácil!!
Adorei o vídeo que retrata bem todos os ângulos da cena da vida!!
Um beijo e boa semana
Graça

Valvesta disse...

Vim da uma olhadinha na vida dos outros...
boa semana amigo.