15 de março de 2010

canção

Sol nulo dos dias vãos,
Cheios de lida e de calma,
Aquece ao menos as mãos
A quem não entras na alma!

Que ao menos a mão, roçando
A mão que por ela passe,
Com externo calor brando
O frio da alma disfarce!

Senhor, já que a dor é nossa
E a fraqueza que ela tem,
Dá-nos ao menos a força
De a não mostrar a ninguém!


Fernando Pessoa (Lisboa, 1888-1935)
Foto "Entre Céu e Chão" in Olhares da Gui: http://olhares.aeiou.pt/entre_ceu_e_chao_foto1557488.html

9 comentários:

Valvesta disse...

Fernando Pessoa, extrema sencibilidade, minha amiga Maria vai adorar, vou convidad-la.
Querido Quincas me esqueceste, andaste por outras terras e não a brasileira, onde o sol queima a pele, mas o coração sol aquece.
Que o Senhor Deus nos dê força em todas as nossas debilidades. um abração com paz e viva sim a vida!!!

Valvesta disse...

Quicas, sei qe agradeço suas visitas, que me caem como carinho de um amigo especial; quanto aos comentários defato tem algo acontecendo, as vezes some ou duplica, pensei em deixar sem moderação, mais temos dois agravantes, caem sempre duplicados ou comentários indesejaveis aparecem. entende, desculpe as falhas. és muiiitisssimo bem vindo.

Delirius disse...

Oh Quincas, mesmo não sendo teu, chegou-me como um surdo grito, um lamento!
Eu estou contigo, quando dizes (FP),

"Senhor, já que a dor é nossa/ E a fraqueza que ela tem,/ Dá-nos ao menos a força/ De a não mostrar a ninguém!"

Penso que quando essa dor não é fingida é assim mesmo que acontece, ficar escondida! :)))

Te abraço, Quicas!

MA disse...

Hola querido amigo bloguero , tu entrada de hoy es linda , las imágenes y los textos muy buenos .

Un placer visitar tu casa.
Gracias por tu visita y comentario dejado en mi querido blog ,el cual alimenta mi alma .

Un abrazo de MA desde Granada

ღPat.ღ disse...

quicas,

Sabes bem.
Lindíssimo texto de Fernando Pessoa, aliás, tudo que conheço dele é fantástico. Brindou muito bem esta segunda-feira feliz com este post escondidinho.
;)
Obrigada por todo teu carinho lá no Blog...adoro te receber por tudo de bom que transmites e que contigo posso aprender.

beijos na Alma meu amigo.

Pérola disse...

Pedido complicado esse heim!!!
Eu sou uma q vivo pedindo ao meu pai para aliviar as minhas dores.Creio q ele deve estar de saco cheio de mim rs.
Mas vamos lá,brincadeiras a parte,Quicas suas postagens são de um bom gosto fora de série.Será q eu já disse q quero ser como vc quando crescer? Ou se vc ñ existisse teríamos q te inventar?
Parabéns meu querido pela formosura do seu blog e me perdoe pelas brincadeiras, mas q o meu pai está de saco cheio de mim isso ele tá rs.
Beijokas meu lindo.

Maria disse...

Oi, passei pra conhecer seu espaço, através da val.Amei e pretendo voltar sempre.
Fernando Pessoa, um dos meus preferidos.
Vou dar um passeio pelas suas páginas e sei que vou adorar.
Grande abraço e meu convite para uma visita.

Ricardo Calmon disse...

Com canção essa ,amado amigo e poeta do amor sem fim,não tem quem não se reerga!

Te abraço,escriba maior!

viva la vida

Triste Flor disse...

Que lindo, as vezes tentamos esconder nossas dores, mas elas derramam pelos olhos... bjus