meigo amor

Que bom sorrir, com doçura
Cada aurora, ao sol nascente,
Sentindo a tua ternura
Viva, a meu lado, presente!

Cantar toda a formosura
De teu ser resplandecente,
De teu sorriso a candura
Amar, feliz e contente!

Sentir batendo no  peito,
Abrindo as asas, ao vento,
Meu coração pequenino:

Dela tomar, meigo, o jeito
E fazer-me, num momento,
em teu regaço, menino!

Comentários

Vieira Calado disse…
À laia dum soneto!

Simples e amável!

Um abraço
MA disse…
Hola Quicas , gracias por tu visita y comentario dejado en mi querido blog, en la poesía del post , Mi flor de amor.

Bella entrada de blog , al final del trayecto , del camino esta el amor, la vida y las esperanzas de vivir una vida feliz y plena .
Un abrazo de amistad de MA desde Granada .
valvesta disse…
Suave como uma pluma
meigo como um beija flor
quente como o coração do poeta.
um abraço de paz.
ღPat.ღ disse…
quicas,

É fácil virar fã de teu espaço... que emana tanto carinho nas palavras.
Que belo texto e carregado de Amor.
Deixo-te um beijo fraterno e meu melhor abraço!
Ricardo Calmon disse…
Hola amado amigo Quicas,à casa retornando após doze horas de televisiva produção,me deleito ao acessar oráculo esse seu,me emociono ao ver a miniaturização de último post meu,uma jóia como se fosse,merci!
Post esse ,me lavou a alma e fez com que relaxasse um pouco!
Obrigado por amizade tua escriba e poeta divino,girassois em braçadas para voce e sua amada esposa!

Viva la vida!

te abraço forte!
Rita disse…
Aprendi com este que aqui se DEScreve a só falar quando tivesse algo para dizer. Porque há "comentários e comentários"... e eu não quero fazer parte dos primeiros.
Daí que aguardei para deixar crescer algo digno de ser registado.

Não é nada fácil fazer por merecer um mimo destes, ao fim de 35 anos. A Menina dos Olhos Verdes anda a esmerar-se... Saber como manter esta luz acesa é o segredo que espero, dia após dia, conseguir ter a clarividência para descortinar.
Por outro lado, não é qualquer um que sabe dar estes mimos, no momento e pesos precisos.

É este o melhor elogio, o melhor agradecimento pela partilha a que aqui assistimos.

O sonho, o desejo, a ambição... é fazer também eu por estar à altura de algo que se assemelhe! Wouldn't that be something?

Beijinhos.
Gui
quicas disse…
Rita, "Gui" do nosso coração, tinha saudades das tuas palavras por aqui - das palavras, apenas que, estou certo, me segues com carinho!
Como bem sabes, da vivência no nosso ninho de amor, os mimos alimentam-se sempre dos mimos, sem esperar mais do que serem recebidos com o mesmo persistente carinho que, esse, sim, é partida e chegada, princípio e fim do amor que nos une!
Beijos sem fim e, do coração, que a nossa história, em especial nos seus melhores momentos, também seja vossa herança viva!
Delirius disse…
Obrigada Quicas!
Abraço de bom fim de bom fim de semana!
Ricardo Calmon disse…
Linda sonora trilha essa de Madredeus quicas ,amado amigo!

bzu em coração eu!

Viva La Vida!

Mensagens populares deste blogue

coroai-me de rosas

ao nosso amor, um poema, hoje, cristal

13 de Junho de 1948 - Carolina

Montanha

À melhor professora do mundo