presente


eu luto
dia a dia
entre primaveras
por manter a jovialidade
 

que permite
renascer
a cada dia


como se fosse o primeiro
como se fora o último

sendo único!






Foto: "White tree" in olhares da Ju

Comentários

Zaza Lombardi disse…
Ola....Que lindo poema.
Eu pretendo se Deus permitir fazer muitas primaveras nessa vida.
valvesta disse…
...exactamente disso que falava, lutas interiores, todos temos lutas, dentro e fora de nós; garanto que as interiores são as piores, mas vencemos todas, pois na Bíblia está escrito que,"tenhamos força jesus venceu o mundo" e tb " posso todas as coisas naquele que me fortalece", só precisamos vigiar e orar, se a luta for maior do que nossas forças , recuamos e pedimos ajuda a Deus, entendi-me?
Sabe quando reconhecemos os amigos? quando aprendemos a lê-los entre as linhas. beijos no seu coração com amizade.
Ricardo Calmon disse…
Belo belo quicas amado amigo,te ler é sugar vida e beleza!
Um favor queria te pedir:
No último post meu,a vc dedicado,tem um comentario de uma grande amiga ,mestra e poeta,TERE TAVARES,aussi arista oplastica como escultora e pintora intercionalmente conhecida,voce e esposa sua amarão essa poeta senhora,muito feliz ficarei se voce a seguisse,se possível for!
te abraço e uma noite bela desejo para o casal!obrigado!
Viva La Vida
ღPat.ღ disse…
quicas,

Majestoso!
Desejo-te um domingo abençoado!
Beijo com carinho e amizade
Pati
Triste Flor disse…
Nossas lutas são constantes... lindo poema, bjus poeta, muita luz e paz...
Pérola disse…
Boa noite meu querido.
Teu poema é tão curtinho mas de uma propriedade tão significativa.
Parabéns,eu gostei muiiiiiito.
Uma noite feliz e obrigado por tua visita.
Um beijo meu lindo.
Pérola disse…
Obrigado meu querido pela sua visita.
Uma tarde linda regada de muita paz.
Helena disse…
"Eu luto
dia a dia
entre primaveras..."

Gosto da escolha. Soa um espaço/tempo florido, esperançoso, reverdescente.
Gosto das tuas palavras.

Tomei a liberdade de linkar seu blog aos meus, e te sigo também.

Grande abraço, Quicas!

Mensagens populares deste blogue

coroai-me de rosas

ao nosso amor, um poema, hoje, cristal

13 de Junho de 1948 - Carolina

Montanha

À melhor professora do mundo