26 de junho de 2010

meigo amor



Que bom sorrir, com doçura,
Cada aurora, ao sol nascente,
Sentindo a sua ternura
Viva, a meu lado, presente!

Cantar toda a formosura
De seu ser resplandecente;
De seu sorriso a candura
Amar, feliz e contente!

Sentir batendo no peito,
Abrindo as asas, ao vento,
Meu coração pequenino:

Dela tomar, meigo, o jeito
E fazer-me, num momento,
Em seu regaço, menino!

Reedição
Imagem da net "Deep red rose"

23 comentários:

ParadoXos disse...

os verdadeiros poetas escrevem assim!


um forte abraço pela bela poesia que respira!

Fouad Talal disse...

Existe isso fora do soneto meu bom e velho Quicas?

Um abraço!

quicas disse...

"Paradoxos", fico muito grato pela visita e simpáticas palavras.
Abraço retribuído.

Meu caro FT, no meu caso, com as intermitências que o tempo torna sempre renovadoras, há quarenta anos que assim é, pode estar certo! E, vale mesmo a pena!
Grande abraço

VALVESTA disse...

Lindo, muito lindo os quarenta anos, e tudo o mais, lindo sempre seja. bjos no teu lindo coração, amigo querido.

ღPat.ღ disse...

Soneto especial querido Quicas...
Palavras que vivem e é um deleite para para mim como leitora.
Te adoro meu amigo!
Beijos com carinho e respeito,
Pat.

Virgínia do Carmo disse...

Melodioso e transparente...

tão fácil de gostar!

Um abraço

cristal de uma mulher disse...

Me encanta estes seu jeito de escrever um poema,doce,suave,vibrante como a alma de um homem romantico.

Abraços e bom te conhecer.

angela disse...

Doce, muito doce seu poema.
beijos

alfa disse...

Lindo Quicas, para variar adorei. bjssssssssssss e uma óptima semana.

alfa disse...

Lindo Quicas, para variar adorei. bjssssssssssss e uma óptima semana.

lis disse...

OI Quicas
Drummond disse que "Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade"
vejo que felicidade não se pode mesmo conceituar porque o "meigo amor" traduz várias formas de felicidade , todas ao alcance.
Muito bom ser feliz assim.
deixo abraços

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Muito belo e terno poema...Lindo.

Beijinhos
Sonhadora

Marilu disse...

Meu querido amigo, lindo poema, engloba, ternura, amor, deitado no regaço feito um menino. Tenha um lindo domingo...Beijocas

neli araujo disse...

Querido Quicas,

Muito meigo teu poema!

E que este "meigo amor" perdure para sempre, amigo!

As paixões passam, mas o verdadeiro amor como este teu que já dura 40 anos, é digno de ser louvado e cantado em versos!

Tenha um domindo abençoado!

beijinhos,

neli

OutrosEncantos disse...

Deixaste-me um sorriso no olhar Quicas :))

- Bom..., o mais importante é o que temos para dar se alguém conseguir avaliar e receber, nem que seja apenas o olhar e o que com ele segue... :)) - Adorei o teu comentário, obrigada!

- Não tinha ainda (aparentemente) feito as pazes com este cantinho...
e o que eu tenho perdido...
Que poema lindo, amigo.
É como sempre penso, a maior beleza sempre a encontramos nas coisas mais singelas!

Adorei este poema...
Beijo.

Pérola disse...

Que maravilhoso Quicas,lindo poema menino!!!
Bem,tu és um menino rs.
Obrigado pela sua visita no meu novo mundo e é claro q vc está dentro dele,ñ tenha dúvidas disso jamais amado.
Um beijo grannnnnnnnnnde.

Alma Mateos Taborda disse...

Precioso soneto. Batir las alas al viento en un canto de amor es maravilloso. Muy bello! Felicitaciones! Un abrazo

Janita disse...

Amigo Quicas.

Quanto enlevo e ternura/ Quanta candura e doçura/ Neste seu meigo poema/Minha alma ganhou asas/Voou alto e sonhou prosas/Poemas e sentimentos/Suaves fragrâncias de rosas...

Com admiração e ternura.

Janita

MA disse...

Gracias amigo por los comentarios dejados en mi querido blog.

Unas letras escritas al amor preciosas y muy dulces , felicidades poeta.
Besos de MA.

Fatima Guerra disse...

Querido Quicas

Também sinto sua falta.
Sua presença poética leva luz aonde passa.
Sou como a moça na janela, observando o descampado coroado pelo céu imenso,, a espera de uma única estrela que dê sentido à paisagem noturna.
Carinho e saudade
Fátima Guerra

Laura disse...

Olá Quicas...

Tão bom acordar a cada dia
sabendo que as auroras trazem os dias
e que as manhãs serão repletas de calmaria, que haverá paz e harmonia e na mesa o pão, o café fumegante...a saudade de alguém..não será isso um belo dia?

(já percorri parte da cidade a caminhar, com uma amiga...e que energias renovadas)
beijinho da laura

Fatima Guerra disse...

Querido amigo,
onde anda você?
Demoro para virar as páginas dos meus dias, tentando colori-las com suas palavras que sempre trazem incentivo, apoio e luz.
Venho aqui para dar um toque de vida à paisagem, quando as tardes desmaiam no poente, embrulhadas em dias sem cor...
Saudade, poeta !
Carinho,
Fátima Guerra

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querido amigo

Você chegou, e com você chegaram estrelas que estavam adormecidas entre as nuvensdo céu...
Você chegou, anunciando essa alegria da saudade que se rende ao carinho da presença esperada.
Obrigada.
Permita-me esse carinho por você, por essa sua alma especialíssima,pelas pessoas que privam do seu carinho, sua família, seus amigos próximos, aqueles que privam da sua proximidade - que privilégio!
Deixo um beijo para você e para todos os que moram nesse seu coração, enfeitando sua vida.
Fátima Guerra