22 de setembro de 2010

mensagem ao meu amor

Meus olhos, voando, andaram
Com o Sol, para poente,
Apagando-se, contente,
Da luz que os teus lhe roubaram.

No céu, com as aves cantaram,
Na terra, foram semente,
Só não cuidaram de gente
Que, só de te ver, cuidaram!

Foram dizer-te o que sente
Meu coração e voltaram
Sem o sol - foi meu presente!

Com ele, o calor deixaram
Do meu peito. E, novamente
Ausentes, tristes ficaram!

Foto: Google imagens

31 comentários:

Hanukká disse...

É verdade...
São palavras que não saem
atitudes que não consumamos
amor que não vinga
e sonhar que não se realiza
más...
a esperança,
dias melhores viram,
onde a tristeza e a solidão
serão banidas,
e as flores florescerão.

Amei teu novo visual, esta savana crepúscular, fala que a terra está pronta pra semear...nisso há poesia, beijos querido amigo.

AC disse...

Quanta sensibilidade, amigo Joaquim!
A sua poesia é de uma delicadeza que desarma.

Abraço

ღPat.ღ disse...

Meu amado amigo Quicas,

Sempre com encanto cada palavra que escreves. Fala do Amor de uma forma linda e que nos remete aos melhores sentimentos sempre!

Um beijo e obrigada por teu carinho sempre em meus espaços.
Adoro-te!

Pelos caminhos da vida. disse...

Esse poema me encantou amigo.

beijooo.

Janita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janita disse...

Olá amigo Quicas.
Poema desencantado,triste e que denota um coração saudoso, magoado...mas esperançoso.
Um amor que se ausenta é como deixar o olhar, de quem ama, sem luz, sem calor.
Gosto, sempre, dessa sensibilidade que marca a sua poesia, meu amigo.
Beijinho
Janita

Marilu disse...

Querido amigo, quanta sensibilidade para falar de amor, adorei o poema. Beijocas

Graça Pereira disse...

Um poema maravilhoso de amor...um soneto pleno de sensibilidade e alguma saudade. Gostei muito, assim como o novo visual do blog.
Parabens.
Beijo
Graça

Maria Teresa disse...

Caro quicas:
O soneto foi tão terno, que nos deixou sentir uma partícula dos raios de sol que foram embrulhados pra presente. Lindo.
Abraços

Fernanda disse...

Amigo Quicas!

Amar, às vezes, é dor que não se consegue passar. É uma dor só nossa, que nos arrasa a alma!

Lindo este sneto, embora triste!

beijinhos

Hanukká disse...

Meu querido... tantas palavras sentidas mas com asas curtas pra voar, obrigada, mesmo, de verdade, flores pra ti muitas com odores celestiais, recheadas de meus carinhos.


Interessante,vim falar da minha primavera, deixo umas flores, bjos.

O deserto e o lugar solitário se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa.
Isaías 35:1

Sacudirá as suas uvas verdes, como as da vide, e deixará cair a sua flor como a oliveira,
Jó 15:33


Os teus renovos são um pomar de romãs, com frutos excelentes, o cipreste com o nardo.
Cânticos 4:13

Jorge disse...

Olá Quicas!
Cá estou de novo. Deparo com um poema belíssimo, com muito sentimento, foi um gosto enorme lê-lo.
Um abraço, amigo.
Jorge

Flor da Vida disse...

Olá poeta, boa tarde! Vim te conhecer
e na verdade amei tudo que vi e li
por aqui, seu espaço é aconchegante e
brilha irradiando luz e paz... Estou
feliz por ter vindo e estarei
seguindo-o com imenso prazer! Deixo a
ti um abraço e meu carinho...
Paz e Luz

PRECIOSA disse...

Muito belo seus poemas, parecem ser escritos pelo coração e ditado pela alma.....
TE sigo, estarei sempre a visitar esse espaço de ternura.
Abraços carinhoso
Preciosa Maria

ღPat.ღ disse...

Venho deixar meu carinho, amizade, admiração e um beijo especial para este fim de semana querido Qicas!

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querido Quicas

São pérolas que aqui encontro, pepitas de ouro, diamantes...Esse tesouro está na sua alma, fruto da sua sensibilidade, do seu talento.
Sinto-me honrada, toda vez que recebo um comentário seu no meu blog. Sua presença me ilumina.
Obrigada pelo carinho.
Conte com o meu.
Beijo
Fátima Guerra

Fernanda disse...

Amigo Quicas!

Viva! Que bom saber de si :))) por palavras alegres que me trouxeram grande felicidade!

Amigo, uma "sexta na quinta" com mais dois amigos será sua e a honra será toda minha.

Beijos

Lídia Borges disse...

Um soneto de amor lindíssino.
O desencanto é atributo do poeta que faz dele mote, para a sua Poesia desde sempre.

Saudações

Virgínia do Carmo disse...

Uma harmoniosa conjugação de palavras emocionadas e emocionantes...

Um abraço

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querido poeta

Quando você chega, uma terna alegria anuncia sua presença, no meu coração.
Que a semana comece cheia de paz.
Beijo
Fátima Guerra

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Estou de volta e estou melhor.
Obrigada pelo carinho que me deixou em palavras de amizade, que aquecem a alma e o coração.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Rafael Castellar das Neves disse...

Olá Quicas!

Triste e doído este texto...muito bem escrito e carregado!

[]ss

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Quicas

Quando quero me reabastecer de inspiração, venho visitar esse seu espaço lotado de estrelas nascidas do seu coração.
Saudade
Bj
Fátima Guerra

Nilson Barcelli disse...

"No céu, com as aves cantaram,
Na terra, foram semente,
Só não cuidaram de gente
Que, só de te ver, cuidaram!"
Magnífico poema, caro amigo. Gostei particularmente dos versos que destaquei.
Abraço.

Fatima Guerra (Melliss) disse...

Querido

Apoiando-me na sua sensibilidade,peço licença para deixar este recadinho :

Neste mês de Outubro, dedicado às crianças,abro as postagens do meu blog,homenageando Verônica, criança africana, vítima da violência que está em toda parte.
Na intenção de que possamos ser elos de uma corrente pela Paz, peço uma prece por ela, uma prece por todas as crianças do mundo.
Obrigada!
Beijo
Fátima Guerra

Fernanda disse...

Querido amigo Quicas!

Porque hoje há... Sexta na Quinta... convido-o a passar o fim de semana comigo.

Beijinhos

Giardia disse...

A Ná indicou e eu aprovo! seu blog é lindo!!

Ana Martins disse...

Boa noite Joaquim,
cheguei aqui através da Ná do blogue Na Casa do Rau. Homenagem merecida, profunda e delicada a sua poesia!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

ΛмeвΛ disse...

Boas poesias, muito sentimento, tudo muito bonito.
Parabéns!
Bom fim de semana.



ΛмeвΛ

Irene Moreira disse...

Quicas chego aqui através da Casa do Rau e vejo que a amiga Ná tem bom gosto.

Lindo poema de amor e melhor ainda com o fundo musical.

Beijos

POESIAS EM FOCO disse...

que maravilha de texto poeta!!!! uma magistral criação, parabéns