teus olhos, minhas estrelas


Era uma noite clara de luar,
No céu brilhavam, belas, as estrelas
Eu, em silêncio, só de as contemplar
Era feliz, pois via-te, ao vê-las!

A luz, dourando o doce azul, no ar,
Mais que da Lua se espalhando e delas
Era, a meus olhos, teu saudoso olhar,
Única luz que acende minhas trevas!

Não estava só, sentindo palpitar
Em mim, por ti, um coração que anelas:
Não é possível estar só, de tanto amar!

A brisa suave, a soprar nas janelas,
Trazia o som de tua voz, sobre o mar
E teu brilho, amor, apagava as estrelas!

Foto: Google imagens

Comentários

Maria disse…
Que poema lindo, uma estrela para iluminar quem visita o seu cantinho.
Tenha um sereno e feliz fim-de-semana.
bjs do tamanho do inifito
Maria
AC disse…
Poema só possível devido à força do amor.
Belo, Joaquim!

Abraço
Sonhadora disse…
Meu querido amigo
Que doce e terno poema, adorei.

A luz, dourando o doce azul, no ar,
Mais que da Lua se espalhando e delas
Era, a meus olhos, teu saudoso olhar,
Única luz que acende minhas trevas!

Há tanto amor nele.

Beijinhos
Sonhadora
Lídia Borges disse…
O romantismo deu e continua a dar origem a textos maravilhosos.
Este soneto é um exemplo disso. A amada cantada de forma intensa, cuja luz se sobrepõe à das próprias estrelas.
Gostei imenso!

Um beijo
Valquiria Calado disse…
...as estrelas ficaram a invejar o amar deste olhar. Abraço com carinho aos seus e a ti.

Tudo o que fazes é maravilhoso, e eu sei disso muito bem.
Tu viste quando os meus ossos estavam sendo feitos,
quando eu estava sendo formado na barriga da minha mãe, crescendo ali em segredo,
tu me viste antes de eu ter nascido.
Os dias que me deste para viver foram todos escritos no teu livro quando ainda nenhum deles existia.
Marilu disse…
Querido amigo, tenha um lindo final de semana. Beijocas
Maria Ribeiro disse…
QUICAS: lindo soneto moderno, de AMOR! É bom saber de um amigo apaixonado! não engana, ocampo semântico: estrelas, luar, brilho, amor, ...
BEIJINHO para ti e que a felizarda entenda...
Mª ELISA
Deichar comentários para um tão nobre poeta,não é tarefa fáçil,mais vou tentar.Que uma estrela brilhe sempre em sua direção ,e vc tenha muita inspiração.Que os raios do sol bata em sua janela e vc declame poemas para sua bela.Abraços poeta.
OutrosEncantos disse…
Quicas

Só posso dizer que esse poema é encantador, encantador!!!
Penso que a pessoa a quem se destina não saberá nem o que dizer!
Um tesouro, esse poema.
Parabéns.
Beijo meu, Amigo.
lolipop disse…
Que coincidência feliz! Vim retribuir a sua simpática visita e, gostando do que vi e li, fiz-me também sua seguidora. E...reparei que tenho o número 100 nos seguidores. Nestas coisas devia ser atribuído um prémio (risos)...
Ainda bem que gostou do Banzai, eu gostei muito do seu soneto...
Ternuras
Lolipop
Amigos! Sendo uma ocasião especial, não posso deixar de, neste espaço de partilha, agradecer a todos o carinho e simpatia com que me visitam e comentam e, por ser o número 100 entre os meus seguidores, deixar uma saudação especial à nova amiga lolipop, do "Banzai" que, já agora, convido a visitarem - não vão arrepender-se.
Saudações amigas a todos.
Fernanda disse…
Querido amigo Quicas!

O soneto é maravilhoso!
Bendita aquela que desperta em si este sentimento, forte e lindo, e faz brotar em si estas palavras.
O resto é mesmo arte!

Parabéns!

Beijinhos
É bem verdade que nunca está só quem tanto ama...

Um abraço
Maria do Carmo disse…
só quero mesmo é deichar um abração.
Laura disse…
Coisa mais bela para começar mais um dia, não há.. Gostei da ternura e carinho nessas palavras que guardam tanto amor..
Lindo. lindo.

Quicas, até és de Braga e se vos conhecesse convidava-os a virem cá ontem juntar-se à família e papar a dita feijoada que fiz de verdade... o namorado da filha franze o nariz, a filha só come disto e daquilo, eu adoro bastante chispalhada, e os chouriços morcelas e afins, pouco ligo, mas estava uma delicia, tirei fotos e um dia destes coloco no post.

Beijinhos para todos e quem sabe um dia deixamos de ser virtuais. Lá por ser surda não quer dizer que não leia nos lábios com muita perícia..e saiba responder a preceito, não sou envergonhadinha, nada disso, apenas surda, conduzo e tudo.. Um dia a gente tem de se conhecer, gente linda é outra coisa...

laura
Vitor Chuva disse…
Olá, Joaquim!

Obrigado pela visita e palavras simpáticas deixadas lá no meu cantinho.
Tem aqui um lindo poema, alumiado por estrelas e recheado de ternura, dedicado a essa estrela maior, cheia de brilho, que lhe alumia o caminho: é muito bonito; difícil seria não gostar.

Um abraço.
Vitor
Querido Poeta

..."teu brilho apagava as estrelas"

Terno, lindo, encantador!

Vim deixar um beijo pelo Dia das Crianças, 12 de Outubro.
Afinal, apesar dos pesares , só a criança que existe em nós é capaz de desenhar sorrisos com o sal das nossas lágrimas.
Carinho,
Fátima Guerra
Fernanda disse…
Querido amigo Quicas!

Fico feliz! Muito feliz mesmo! Sobretudo por ter sido a minha querida Loli :)

Parabéns!
Beijinhos
lolipop disse…
Doce amigo,
Isto de encontros felizes na blogosfera, não acontece todos os dias...mas aconteceu consigo. Estou rendida à sua gentileza!
Claro que tenho todo o prazer em levar o selinho!
OBRIGADA OU COMO DIZEM OS JAPONESES....
ARIGATO GOZAIMASU!
Uma noite com olhos maiores que as estrelas...
BEIJOS
LOLI
Giardia disse…
De fato, não existe solidão no amar.

Martha Medeiros, numa de suas última crônicas mencionou algo como, "Favor não confundir uma vida sensacional com uma vida sensacionalista".

Verdade.

Não estou minimizando a dor de ninguém, nem o faria, mas há quem na intenção da "poesia", ou de algum sensacionalismo, insiste em trocar a rima 'amor e cor' por 'amor e dor'.
Soneto de amor, ternura, carinho...

beijooo.
AFRICA EM POESIA disse…
nesta noite de luar...
deixo apenas o que gosto de fazer Poesia...



E Hoje é sempre um belo dia para começar de novo...



HOJE


Hoje, é mais um dia.
Mais um que vem e que vai
E amanhã o dia amanhece de novo
Mas... igual a tantos outros...

Esperamos com ansiedade
Que o dia mude rapidamente
E se transforme em algo diferente
E em que nós possamos sentir essa diferença...

Diferença em tudo o que nos rodeia
Em tudo que existe à nossa volta...
E consigamos nessa diferença...
Sermos sempre iguais...
E sermos sempre... "mais nós"...

LILI LARANJO
AFRICA EM POESIA disse…
nesta noite de luar...
deixo apenas o que gosto de fazer Poesia...



E Hoje é sempre um belo dia para começar de novo...



HOJE


Hoje, é mais um dia.
Mais um que vem e que vai
E amanhã o dia amanhece de novo
Mas... igual a tantos outros...

Esperamos com ansiedade
Que o dia mude rapidamente
E se transforme em algo diferente
E em que nós possamos sentir essa diferença...

Diferença em tudo o que nos rodeia
Em tudo que existe à nossa volta...
E consigamos nessa diferença...
Sermos sempre iguais...
E sermos sempre... "mais nós"...

LILI LARANJO
Ana Martins disse…
Boa noite Quicas,
que lindo soneto, eu sou apaixonada por sonetos e este é maravilhoso.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas
Arthemis disse...
Sou brasileira e é a 1ª vez que leio seu blog e estou encantada. Li este poema tão suave e que não precisa de rótulo, pois ao lê-lo, o coração se dilata e o reconhece.
Gostaria de ser sua seguidora, para ler muito mais. Parabéns pelo seu inconfundível talento.
Janita disse…
Amigo Quicas.
Lindo, sempre, com aquele seu toque inconfundível de ternura!

"E teu brilho, amor, apagava as estrelas."
Que brilho intenso tem esse seu amor, Joaquim!

Obrigada amigo, pelo carinho que levou até ao meu cantinho.
Será que mereço mesmo?
A amiga Ná é que tem um coração de ouro!
Esse selinho lindo posso levá-lo para enriquecer e enfeitar a minha casinha? Fico a aguardar a sua resposta.

Beijinho
Janita
Graça Pereira disse…
"Não é possível estar só de tanto amar"... Não, não é possível!
Mais um poema maravilhoso!
Parabens pelos 100 seguidores onde eu me incluo com muita Amizade!
Beijo amigo
Graça
FlorAlpina disse…
Olá Quicas,
Gostei do soneto.
A luz das estrelas ilumina o poeta...

Bjs dos Alpes
rosa-branca disse…
Entro num passo um pouco incerto, mas saio deliciada com tão belas palavras. É sempre um prazer lê-lo. Beijos com carinho
sant'ana disse…
lindo poema, parabéns

estou te seguindo!
Malu disse…
E fez-me lembrar do Principezinho a sorrir e ver as estrelas sorrindo no céu.
Lindissimo poema!!!
angela disse…
Um amor mais brilhante que as estrelas vale a pena.
Lindo poema.
beijos
a chama do amor ilumina a vida,bjos.
Maria Ribeiro disse…
QUICAS: soneto de amor...lindo!

"Brilham meus olhos
nos teus pousados!
Não os deixes fugir, amor...
Estão tão cansados!"

Invejosas, as estrelas...
querem cegar meu olhar! Brilham tanto de tão belas,
Porque te querem roubar..."

BEIJINHOS JOAQUIM...
Mª ELISA

Mensagens populares deste blogue

coroai-me de rosas

ao nosso amor, um poema, hoje, cristal

13 de Junho de 1948 - Carolina

Montanha

À melhor professora do mundo