Oh donzela mais formosa

Oh donzela mais formosa
Das que vê o azul do céu:
De ciúmes chora a rosa
Invejando o encanto teu!

Doce olhar, face mimosa,
Tudo envolve, como véu!
O sorriso, enlevo meu,
É aurora radiosa!

De teus lábios, doces beijos,
São vida, amor e ternura,
De felicidade, ninho!

És dona de meus desejos,
Flor suave, bela e pura:
É todo teu, meu carinho!

Foto: Google Imagens

Comentários

Luís Coelho disse…
Olá Quicas
A tua Donzela é linda!!!!!!!!!!
Só de ler fiquei imaginando quanta formosura cegam os teus olhos.

Desejo-te muita saúde nesses amor assim cantado com uma beleza ímpar.
olá amigo Quicas,tudo bem com vc?belíssimo poema,lindo,deicho pra vc um grande abraço e um carinho espeçial.
Janita disse…
Quicas, Amigo Poeta.

"Que Donzela tão formosa / É esse seu grande amor/ Seu sorriso uma aurora radiosa/ Seu perfume doce
fragrância de flor."

Parabéns amigo poeta.
Como sempre, os seus versos transbordam ternura...
Beijinhos
Janita
Fernanda disse…
Querido amigo Quicas!

Quem assim ama só vê beleza incomparável!
É lindo ler o que sentes!

Beijos
Maria Ribeiro disse…
QUICAS: que lindo poema ao teu lindo amor...
Deve ser maravilhoso ser amada assim..
BEIJOS DE
Mª ELiSa
lolipop disse…
Feliz a donzela alvo de tal versejar!
Beijos
OutrosEncantos disse…
Entrei sorrindo no Galeria
e saio sorrindo a esta tua donzela amada e bela. Que poema doce e lindo.
Respira-se aqui muito amor e carinho, e a música que acompanha lindissima também.
Beijinho e abraço.
Fim de semana abençoado para vocês.
Jorge disse…
Só uma donzela mui formosa, mimosa e... carinhosa poderia ter inspirado um poema com esta beleza.
Um abraço, amigo.
angela disse…
Um amor assim é bom demais viver.
Beijos
neli araujo disse…
Oi, Quicas!!!

Muito lindo teu poema!

Tem sorte o amigo,
de conviver com esta donzela.
Mais sorte ainda tem ela,
De inspirá-lo, e mais não digo!

Parabéns a ambos: poeta e musa inspiradora!

Uma beijoca,

neli
Maria disse…
Bonito soneto de amor. É decerto bela, a tua donzela!

Beijo, quicas.
Sandra Botelho disse…
Tem algo de terno nestas palavras...E muito de amor.
Bjos achocolatados
AC disse…
Quicas,
Quando leio a sua poesia sinto sempre uma aura de ternura a envolver-me...
Obrigado, amigo!

Abraço
Sonhadora disse…
Meu querido amigo

Um amor cantado em ternura e belas palavras...que seja eterno.

beijinhos
Sonhadora
Silviah Carvalho disse…
Que linda declaração de amor.
Seu blog, seus textos tudo é muito lindo aqui.
Beijos.
Antònio Manuel disse…
Carissimo:

Bela Poema:

És dona de meus desejos,
Flor suave, bela e pura:
É todo teu, meu carinho!

Grato pela partila!

Voltarei sempre:

Serei seu seguidor!

Agradeço sua visita.

Lhe desejo uma otima Semana

Forte Abraço

Antònìo Manuel
Que carinho mais lindo para a sua Donzela.

Que nesta semana...
Duas portas possam se abrir para você: a do SABER e a do AMOR.
O SABER compreende a vida, a segurança em seus caminhos.
O AMOR coloca você em estado de alegria pura.
Por ser uma semente divina, multiplica-se em seu coração.
Tudo é possível
Todos os sonhos...
Toda a existência...
Todos os desafios...
Tenha fé!!!

Para você...
Muita Paz e Luz nesta nova semana que se inica!

(Lilina Poesias).

beijooo.
Pérola disse…
Nossa Quincas que poema lindo,singelo.
Vc está de parabéns heim!!!
Deixa eu te contar,a verdade é q eu tive um apelido sim mas...quando criança.
Ñ ri rs o apelido era ANGELOCA MINHOCA,meu amigo pra tirar isso foi uma luta rs.
Eu era muita magra e comprida pra minha idade embora ñ seja tão alta assim,aí a molecada começou com graça e acabou por pegar,chorava a bessa rs.
Tive outro que ainda circula por boca pequena ANGEL.
Hoje eu dou muitas risadas mas na época me tirava do sério.
Atualmente é Angela e de vez em quando ANGEL mas ñ é hábito.
Quicas vc me perdoe pela ausência mas é por motivos de trabalho.
Tenho chegado bem tarde e como sou Diretora as vezes tenho que trabalhar aos sabados,no domingo cuido dos afazeres.
Aquela entrevista eu fiz de madrugada se vc quer saber. Então...Vc gostou? São pedacinhos de mim rs.
Beijos meu grande amigo.
Sotnas disse…
Olá Quicas, sensível poeta, desejo que esteja tudo bem contigo!
Que primor de donzela esta tua, e isso pra dizer o mínimo de uma fêmea capaz de lhe inspirar tão belíssimos versos poéticos! Parabéns pelo ótimo e belo blog.
Desejo pra você e todos ao redor tudo de bom sempre, grande abraço e até mais!
Terna e bela dedicatória!

Um abraço
Graça Pereira disse…
Lindo poema para a donzela do teu coração! Escrever um soneto é preciso arte que te confere o amor!
Beijo e uma semana feliz.
Graça
Ana Martins disse…
Boa noite Joaquim,
imagino a felicidade da sua Donzela, ao dedicar-lhe tão bonito poema.

Beijinhos,
Ana Martins
Fátima disse…
A rosa não chora de ciúmes...
Engano seu!
Perfume ela exala
E enfeita o jardim de Deus.

Doce é olhá-la...
De face mimosa,
encanto é a rosa.
Nuvem no céu.

Bordada no véu
Lá, está à rosa, na face milagrosa
de Nossa Senhora.

No manto santo e
Aos pés de uma cruz.
Nas mãos de Maria
Nas mãos de Jesus.

E quando mulher...
Não é uma rosa qualquer!
É uma delicada Rosa.
Suave, carinhosa.
De face mimosa,
mimosa mulher.

Cheia de ternura
Cheia de carinho
Adorna de felicidade o lar
Ao florir o ninho.

Com carinho
Rosa de Fátima
Quicas querido

A ternura dos seus versos forma um ramalhete de flores encantadas, nascidas na sua alma, orvalhadas de sonhos, nas manhãs do coração...
Você tem um toque mágico nas palavras, uma luz que nos cativa e comove.
É um grande prazer vir aqui.
É uma grande alegria receber sua visita.
Pessoas, como você, enriquecem nossas vidas.
Beijo
]Fátima Guerra
Anne Lieri disse…
Quanta ternura nesse apaixonado soneto!Adorei,Quicas!Abraços e boa semana!
Mariana disse…
Que donzela mais formosa.
Lis disse…
Hoje por onde passo tem um poema doce
carregado de beijinhos rsrs
que bela donzela ,joaquim !
Parabéns

abraços
rosa-branca disse…
Ai amigo Quicas, sempre ternurento e um romântico incorrigivel. Lindo poema para a dama dos seus encantos. Beijos com carinho
Cris disse…
Retornando ao meu blog e reabrindo todas as portas. Por mais um tempinho apenas!

Lendo vc e todo seu romantismo! Lendo vc a gente lê um pouco de amor, uma dose de ternura, um quê de entrega.

beijos !
Mariana disse…
Quinca,passei aqui para ler-te,
voltarei, mas antes deixo um grande abraço.
Querido Quicas

Preciso de sua autorização para enviar uma correspondencia,
mas não tenho seu email.
Poderia envia-lo para mim
mfrgp@luanove.com.br

Aguardo e agradeço
Carinho
Fátima Guerra

Mensagens populares deste blogue

coroai-me de rosas

ao nosso amor, um poema, hoje, cristal

13 de Junho de 1948 - Carolina

amor infindo

ternura