No sono da Lua


No sono da Lua
Quando, em longas e escuras noites, aturdido pelo sono da Lua, a fragilidade arrepia meu corpo, vale-me a coragem de acreditar que o amanhã poderá ser fonte de renovada esperança!...
Penso na Lua ausente que, em seu enigmático despertar, sempre persiste, vencendo as fases que a apagam no firmamento ou as nuvens que a escondem dos humanos olhares.
Amiga, ela sempre volta, nas noites de luar, brilhante, bem cheia da luz roubada ao astro-rei, em viagem pelo outro hemisfério, a iluminar os corações apaixonados, encantando-lhes os sonhos!
Perdidos nesses encantos, os amantes, enlevados, já não querem voltar a acordar!... Como eles, embalado no mesmo aconchego, também eu me esqueço do tempo, se é noite, se é dia… pressinto eternidade!...
Foto da net

Comentários

OIEEE TUDO BEM
ESTOU PASSANDO EM SEU CANTINHO PARA MATAR UM POUQUINHO A SAUDADES E QUANTAS SAUDADE E TBEM PARA DEIXAR O MEU MUITO OBRIGADO PELO CARINHO DE VCS. ESTOU SEM TEMPO ANDO TRABALHANDO MUITO MAS ASSIM QUE POSSO ENTRO PARA DEIXAR UMA REFLEXAO E ME DEPARO COM SEUS RECADINHOS FICO MUITO FELIZ EM LER AMIGO SINTO MUITA SAUDADES DE VISITAR SEU CANTINHO MAS ESPERO EM BREVE TER MAIS UM POUQUINHO DE TEMPO PARA FAZER ISTO BJOS E FIQUE COM DEUS .

Mensagens populares deste blogue

coroai-me de rosas

ao nosso amor, um poema, hoje, cristal

13 de Junho de 1948 - Carolina

Montanha

À melhor professora do mundo