No teu aniversário...

Contigo, eu vivo
Quaisquer dias, longe
De ti, meu amor,
Tão longos, são tempo
De dor e saudade!
Nossos beijos doces,
Sempre que regressas,
Sedentos, são gritos
De louca alegria!
Nossos corpos quentes,
Quando nos unimos
No amor, enlaçados,
São hinos à vida!
Mente a vida, mente,
Cada vez que os dias
Te levam de mim
Deixando-me…vivo!
Foto tirada pela Joana, em Santiago de Compostela.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

coroai-me de rosas

ao nosso amor, um poema, hoje, cristal

13 de Junho de 1948 - Carolina

Montanha

À melhor professora do mundo