Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2012

Delírios

Imagem
Em teu colo fiquei preso Beijando, uma a uma, as flores O aconchegando e, as folhas, Verde promessa de amores Dos quais quisera, donzela, Ser, dentre todos, senhor, Em negro fundo, qual tela, Abrigaram meu ardor!
Bem juntinhos nossos corpos Sonhando, dancei contigo, De vida, dança singela; Mas, despertei sem abrigo, Ao dia faltando cores E, de tal noite, a alegria, De tua pele os odores, Teus olhos, luz fugidia.
A noite ao romper do dia E o luar minha candeia, Nos jardins, da primavera, O sol que a ti incendeia E o canto das andorinhas Espreitando a tua janela Entoavam trovas minhas, Rimas de amor, flor tão bela!
Vidas vivas as palavras De rascunhos iludidos, Traços, gritos e gemidos De prazer, louca paixão, No aconchego da emoção Do mais lindo e terno abraço Que ao despertar rouba espaço E aos corpos ganha os sentidos!
Joaquim do Carmo
in"Amanhecer pelo fim da tarde"

Foto “Indefinit reflexions of me” de Ju Oliveira (Joana Carmo) in http://olhares.sapo.pt/indefinit-reflexions…