25 DE ABRIL, SEMPRE!


25 DE ABRIL, SEMPRE!
Do meu livro "Amanhecer pelo fim da tarde", um poema de esperança, apesar de tudo!

DIA DE PORTUGAL

outros mares
navegados já,
porventura, conhecidos
mas, a descobrir:
porque outros,
porque estranhos,
porque de outros, não nossos!

outros tempos,
hoje ou amanhã,
decerto incertos
mas, a viver:
porque novos,
porque desafios,
porque nossos, se quisermos!

outros homens,
outros sonhos,
outras lutas:

o mesmo Portugal, o de sempre! 


Comentários

Mensagens populares deste blogue

coroai-me de rosas

ao nosso amor, um poema, hoje, cristal

13 de Junho de 1948 - Carolina

À melhor professora do mundo

Montanha