Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2010

um momento... para ser!

Imagem
Quis partir, manhã cedo, com o vento abanando as árvores, estremunhadas, quase sonâmbulas, à procura da calma que havia perdido, há tanto tempo, por entre o bulício da cidade!
Já não cabia em si qualquer espaço para falar consigo mesmo, a mais ínfima reserva de privacidade que, qual gota de água em boca sequiosa, tanta falta lhe fazia!
As tardes de Francisca, jardins por onde, antes, desabrochavam as mais belas e, para ela, encantadoras melodias à vida, às palavras, ao sonho e, quanta saudade, ao amor, foram-se tornando áridas, desertas de qualquer oportunidade de crescimento, realização interior, abertura ao desconhecido, espaço de infinitude ou janela aberta para o desafio.
De nada valiam, agora, protestadas amizades e insuspeitas manifestações de carinho por parte dos resistentes que, invariavelmente, batiam à sua porta e, apesar da indiferença, insistiam em vir, dia após dia, marcar presença a seu lado, esperança desvanecendo-se de cada vez que a única resposta era o desejo de fugir,…

incandescências

Imagem
Eis o que eu aprendi nesses vales onde se afundam os poentes: afinal, tudo são luzes e a gente se acende é nos outros.
A vida é um fogo, nós somos suas breves incandescências.

in "Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra", de Mia Couto







Foto: Google Imagens
__

desilusão

Imagem
quando te vi, não quisera
ver-te, embora o desejasse:
quão bom era estar à espera
mas, melhor fora não esperasse!


sei que água não conhecera
que tanta mágoa lavasse
mas, logo, à fonte correra,
se meu coração deixasse!


quis ele, antes, que a quimera,
sonho lindo, em mim, sonhasse,
mesmo morta a confiança:


s' inda em tal dia soubera
amares-me, se eu te amasse,
reviveria uma esperança!


Foto: Google imagens

mais alto

Imagem
Árvores do monte
que o alto apontais,
é belo, infinito,
o que nos mostrais.


Subis, subis sempre,
sem nunca parar,
ao longínquo céu
volvendo o olhar.


E eu, tão pequeno,
ao mirar o alto
sinto, na minh' alma
um tal sobressalto


que me lembro, árvores,
da vossa lição;
nela penso e rogo,
do meu coração:


bem alto subir,
sem um desalento,
fazei, Deus, ser sempre
meu maior intento!


Foto: "Long way up", in Olhares da Gui (http://olhares.aeiou.pt/GuiOliveira)


AVÉ MARIA

MÃE SANTÍSSIMA BENDITA SEJAS ENTRE TODAS AS MULHERES! E BENDITO SEJA  O FRUTO DO TEU VENTRE JESUS!
AVÉ MARIA, CHEIA DE GRAÇA, O SENHOR ESTÁ CONTIGO!
rogai por nós, teus filhos, pecadores, em busca da redenção


Fátima, terra de fé

Mãe Santíssima rogai por nós, todos: os que crêem,
os que não crêem,
os que não sabem ou têm dúvidas
e, especialmente, os que têm certezas!

mulher, mãe, ANJO!

eu sou o seu anjo!

eu serei sua nuvem acima do céu eu serei seu ombro quando você chorar eu ouvirei sua voz quando me chamar
Eu sou seu ANJO

mulher-viva

Não me procures alionde os vivos visitam os chamados mortos. Procura-me dentro das grandes águas. Nas praças, num fogo coração, entre cavalos, cães, nos arrozais, no arroio, ou junto aos pássaros ou espelhada num outro alguém, subindo um duro caminho.
Pedra, semente, sal passos da vida. Procura-me ali. VivaHilda Hilst



Mulher-Vida
ETERNIDADE


sempre à espera, sempre presente, sempre viva
DISPONIBILIDADE


entrega, doação, amor, dedicação
GENEROSIDADE

maria (nome: MULHER)

Imagem
maria,
nascida no monte
à beira da estrada
maria,
bebida na fonte
nas ervas criada
talvez que maria se espante
de ser tão louvada
mas não
quem por ela se prende
de a ver tão prendada



maria,
nascida no trevo
criada no trigo
maria,
quisera que o trevo
casara comigo
prouvera a maria, sem medo,
crer no que lhe digo
maria
nascida no trevo
beiral de mendigo





maria
de todas primeira
de todas menina
maria
quisera a cigana
ler a tua sina
não sei, se deveras se engana
quem demais se afina
maria
sol da madrugada
flor de tangerina


Poema do cancioneiro popular português







Fotos: Google Imagens

auto-retrato

Imagem
Espáduas brancas palpitantes: asas no exílio de um corpo. Os braços calhas cintilantes para o comboio da alma. E os olhos emigrantes no navio da pálpebra encalhado em renúncia ou cobardia. Por vezes fêmea. Por vezes monja. Conforme a noite. Conforme o dia. Molusco. Esponja embebida num filtro de magia. Aranha de ouro presa na teia dos seus ardis. E aos pés um coração de louça quebrado em jogos infantis.
Natália Correia, "Poesia Completa" (1999)
  Foto: Olhares da Ju (http://olhares.aeiou.pt/juaninha8 )


mulheres maravilhosas

Imagem
A mãe e o pai estavam assistindo televisão, quando a mãe disse: - Estou cansada e já é tarde, vou-me deitar!
Foi à cozinha fazer uns sanduiches para o lanche do dia seguinte na escola, passou uma água nas taças das pipocas, tirou carne do freezer para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas dos cereais não estavam vazias, encheu o açucareiro, pôs talheres na mesa e preparou a cafeteira do café para estar pronta a ligar no dia seguinte, pôs ainda umas roupas na máquina de lavar, passou uma camisa a ferro e pregou um botão que estava caindo.
Guardou umas peças do jogo que ficaram em cima da mesa e pôs a agenda do telefone no lugar.
Regou as plantas, despejou o lixo e pendurou uma toalha para secar. Bocejou, espreguiçou-se e foi para o quarto.
Parou ainda no escritório e escreveu uma nota para o professor do filho, pôs num envelope junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira.
Assinou um cartão de aniversário para uma am…

segredo (alma feminina)

Imagem
Não contes do meu vestido que tiro pela cabeça
nem que corro os cortinados para uma sombra mais espessa
Deixa que feche o anel em redor do teu pescoço com a minhas longas pernas e a sombra do meu poço
Não contes do meu novelo nem da roca de fiar
nem o que faço com eles a fim de te ouvir gritar
maria teresa horta in "Minha Senhora de Mim", 1972




Foto: Google Imagens

retrato de mulher

Imagem
Algo de cereal e de campestre Algo de simples em sua claridade Algo sorri em sua austeridade
Sophia de Mello Breyner Andresen in "O nome das coisas" (1977)


mãezinha

Imagem
Mãezinha, ó meu amor,
Mãezinha, dom do Senhor, Fica comigo para toda a vida!
Os teus olhos, ó mãezinha, São brilhantes, mais que o céu; Quanta inveja, o Sol, sustenta Num olhar teu!
As tuas mãos, ó mãezinha São ternura, suave calor: Se me embalas, em teu peito Respiro amor!
Teu sorriso, ó mãezinha Minha vida ilumina; Meu caminho, junto a ti, É doce sina!
Os meus versos, ó mãezinha, São amor, mais que trovar: Sou feliz por ter-te minha, Por ti cantar!

Foto: Google Imagens

MAMÃ

Imagem
Teus olhos, Teu sorriso MAMÃ, teus cabelos ao vento, Teus braços, Berço feito, Teus cuidados, MAMÃ, Ternura, Carinho, Amor, MAMÃ, Tu, minha vida, És tudo para mim!


Porque te tenho, MAMÃ, Sou, Sou feliz, Sou o ser mais rico do mundo! Sim, MAMÃ!




Fotos: Imagens Google